Publicações

5 registro(s) - Pg 1 de 1



  • Título: Segurança química e vigilância sanitária de acidentes com produtos perigosos no estado de São Paulo
    Tipo: Artigo
    Autor pessoal: Marcel Oliveira Bataiero
    Ano: 2016
    Paginação: 134
    Editora: Coordenadoria de Controle de Doenças - CCD
    Volume: Volume 13
    Idioma: Português


  • Título: Intoxicações Exógena Agudas por Carbamatos,Organofosforados, Compostos Bipiridílicos e Piretróides
    Tipo: Artigo Científico
    Autor pessoal: Centro de Controle de Intoxicações de Niterói - RJ
    Autor corporativo: Coordenador Dr. Luiz Querino de Araújo Caldas - Subcoordenador Dra. Lilia Ribeiro Guerra
    Ano: 2000
    Resumo: A intoxicação exógena aguda por inseticidas carbamatos e organofosforados tem sido um problema frequente nos serviços de emergência dos grandes hospitais, seja por ingestão acidental em crianças ou por tentativa de suicídio. No Estado do Rio de Janeiro, principalmente no Grande Rio, há um importante problema de saúde pública relacionado a esses inseticidas, a utilização irregular de carbamatos e organofosforados como raticida (principalmente o carbamato Aldicarb, classificado como extremamente tóxico), e comercializado ilegalmente com os nomes de Chumbinho e Japan,entre outros. Tais intoxicações tem causado inúmeros óbitos no Rio de Janeiro.

  • Título: 10 anos da Lei Antifumo no Estado de São Paulo
    Tipo: Livro
    Autor corporativo: Centro de Vigilância Sanitária lançou
    Ano: 2019
    Paginação: 112
    Editora: Antifumo
    Idioma: Português
    Resumo: A revista contém um histórico da atuação da Vigilância Sanitária na aplicação da Lei Antifumo do Estado de São Paulo, com artigos, estudos e fotos.

  • Título: Coletânea Técnica CVS 01 - Meio Ambiente
    Tipo: Livro
    Autor corporativo: Divisão de Ações sobre o Meio Ambiente (Sama)/Centro de Vigilância Sanitária (CVS)
    Ano: 2014
    Paginação: 194
    Idioma: Português
    Resumo: Ao agregar as normas e orientações mais representativas de temática ambiental elaboradas pelo CVS num período de 23 anos (1991 a 2014), a publicação retrata modos de se abordar problemas sanitários que coincidem com o processo de estruturação da Vigilância Sanitária em São Paulo, em consonância com as diretrizes constitucionais de descentralização hierarquizada das ações do Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Título: Ocorrência e caracterização de Giardia e Cryptosporidium em águas captadas para abastecimento público no município de Cajamar-SP e avaliação do risco
    Tipo: Tese
    Autor pessoal: Bataiero, M
    Ano: 2016
    Paginação: 148
    Editora: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
    Volume: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-09062016-135017/pt-br.php
    Idioma: Português
    Resumo: Introdução: O risco à saúde humana ocasionado pela contaminação biológica de águas captadas para abastecimento público é realçado pela ocorrência de surtos de doenças associadas aos protozoários Giardia e Cryptosporidium, que possuem baixas doses infecciosas e alta capacidade de sobrevivência no ambiente, além de serem capazes de resistir ao processo tradicional de desinfecção da água (cloração). Partindo-se da hipótese de que há um risco elevado de infecção por estes protozoários pela ingestão de água tratada por métodos convencionais e que fazem uso de mananciais superficiais impactados por contaminação biológica, resultando num possível incremento da incidência de diarréias, este estudo se propôs a verificar a ocorrência destes protozoários em águas captadas para abastecimento público no município de Cajamar-SP, caracterizar sua patogenicidade e avaliar o risco associado ao seu consumo através da água tratada. Métodos: Foram coletadas 48 amostras do ribeirão dos Cristais no ponto de captação da estação de tratamento de água, semanalmente, durante 12 meses (de 16/05/2013 a 21/05/2014). A detecção e a análise da concentração dos protozoários foram realizadas de acordo com Método 1623.1 da United States Environmental Protection Agency e a extração e caracterização dos espécies/genótipos de Giardia e Cryptosporidium foi realizada através metodologias moleculares e seqüenciamento. O risco de infecção pela ingestão de cistos de Giardia e oocistos de Cryptosporidium presentes na água tratada foi calculado usando a ferramenta da Avaliação Quantitativa do Risco Microbiológico, a partir dos dados de concentração dos patógenos obtidos pelo Método 1623.1, eficiência de remoção dos (oo)cistos durante o processo convencional de tratamento da água, modelo dose-resposta e taxa de ingestão diária de água para indivíduos menores de 5 anos e maiores de 21 anos. Resultados: Cistos de Giardia foram detectados em 83,3% das amostras (40/48), com concentrações variando desde o limite de detecção (<0,1) até 8,6 cistos/L. Oocistos de Cryptosporidium foram etectados em 37,5% das amostras (18/48), com concentrações variando desde o limite de detecção (<0,1) até 2 oocistos/L. As espécies/genótipos encontrados (Giardia intestinalis A e B e Cryptosporidium parvum e hominis) são característicos de contaminação antrópica e são frequentemente identificados em estudos epidemiológicos como responsáveis por surtos. A estimativa do risco anual de infecção por Giardia foi de 3,3x10-3 (IC95% 4,6x10-3) para crianças e de 11,5x10-3 (IC95% 13,3x10-3) para adultos, enquanto o risco por Cryptosporidium foi de 1,1x10-3 (IC95% 1,7x10-3) para crianças e de 3,9x10-3 (IC95% 5,0x10-3) para adultos. O incremento da incidência de diarréias foi observado no cenário de estudo após um acidente que resultou em transbordamento de esgotos não tratados no manancial, coincidindo com o aumento na detecção de (oo)cistos. Conclusão: Os resultados evidenciaram que a vulnerabilidade do ribeirão dos Cristais a contaminações biológicas pode culminar em um risco elevado de infecção e adoecimento por Giardia e Cryptosporidium através da ingestão de água tratada. Portanto, o caso é preocupante, tanto do ponto de vista do tratamento e abastecimento de água potável, quanto da degradação e contaminação do manancial, evidenciando a necessidade de se estabelecer medidas de intervenção direcionadas a promover a qualidade da água e garantir sua segurança.